• Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • Facebook Basic Square

O ego, o julgamento e a defesa

  

 

Estamos em Abril, um mês de transformação e de transição de estações na tradição chinesa. É sempre um mês de reflexões e de alguma analise interior. Hoje vou falar de EGO.

 

Existe um conceito que desde há muito tempo queria perceber e este foi o mês que escolhi para isso.

 

Estou a falar de ego. Até agora ego, era algo que sabia que existia, mas não sabia bem explicar o que que era. Ainda não sei verdadeiramente, mas já sei um pouco mais do que sabia e fico feliz por isso. Porque sei que é algo que me influência e influência a maior parte das pessoas, mas não conseguia identificar. 

 

Quando oiço falar em ego e quando leio sobre ego percebo que é algo negativo, não compreendia se era um sentimento, se uma voz interior, se seria um medo.... Tenho lido alguns textos sobre este tema e partilho o que aprendi e que me ajudou a ter mais consciência do que é. Partilho o que me ajudou a identificar quando está a querer tomar conta da minha mente. 

 

Quando escolhemos erguer barreiras em relação ao que queremos, quando escolhemos ter crenças limitadoras e sentir medo do que pode acontecer em vez de sentir compaixão pelo fluxo do universo, isso é o nosso Ego a falar mais alto que o nosso amor próprio. O que nos bloqueia em termos de paz interior é a voz do ego. O ego pode ser sinónimo de medo e provoca em nós reações como julgamento, ciúme, defesa e ataque, tudo reações que nos afastam de sentirmos calma e uma compaixão genuína. 

As experiências da nossa vida e os nossos antepassados ajudam a construir o nosso ego, uma personalidade paralela à nossa que vive na comparação, na expetativa e na insegurança. O ego é o contrário de amor próprio.

 

O ego pode manifestar-se de forma diferente em todos nós e muito disso tem a ver com o ambiente que vivemos enquanto fomos moldando a nossa personalidade. Há egos que podem manifestar-se em termos de uma constante insuficiência financeira, noutras pessoas poderá manifestar-se em relação à saúde. A historia que o ego conta pode parecer única a cada um de nós mas no final ego é algo que nos limita e que nos diz que podemos não ser suficientemente bons, para algo ou para alguém. 

 

Todos neste mundo (exceto alguns excelentes mestres ou gurus) experienciam as armadilhas do ego diariamente. Uma das melhoras formas de o enfraquecer é tomar consciência que ele existe e ver em que alturas é que ele se ativa em nós. 

 

Há algo muito importante: sempre que estamos perante o ego, estamos longe de amar, a nós e aos outros. O ego é muito sobre medo... Um pouco como a voz do “diabo” em vez da voz do “anjo”. O ego alimenta-se de medo e não consegue sobreviver sem ele. O ego puxa-nos para trás e faz-nos ficar pequenos...

 

A melhor forma de ir saindo do ego é escolher deixar ir o medo e ouvir o nosso coração, acreditar no fluxo da vida e amar cada passo e cada fase da nossa vida. Ter a perceção e consciência de quando vem o julgamento, o medo, a defesa e o ataque e escolher a compaixão, a autoconfiança e a bondade em vez disso. Combater o ego é olhar para “o copo meio cheio”... para o lado bom da vida. 

 

Estou, hoje, um pouco mais esclarecida do que é o ego e o que nos faz, sabendo que é um trabalho diário de amar e ser feliz. Desejo que o sejam também :). 

 

Fiquem muito bem!

Bárbara

#chooselove #chooseyou <3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

 
Posts Em Destaque